Imprimir
PDF

Jornadas de Paz e Dignidade

As Jornadas de Paz e Dignidade nasceram do anseio das etnias originaria do continente americano em colocar um contra ponto na história da América para as comemorações dos 500 anos da chegada dos portugueses e espanhois no continente. Idealizada por indígenas, as Jornadas partem do despojamento para a unidade em torno de um propósito universal que seu próprio nome encerra.

O documentário mostrará a corrida com o bastão do fogo sagrado e a participação de diversas etnias entre elas os Mexica, Purepecha, Otomi, Wirrarica, Masahuat, Sapoteca, Mixteca, Chichimeca, Maia e Cuna, no México e America Central, e Cofan, Witoto, Quichuas, Quechuas, Shuar, Shipibo, Araucanos, Mapuches e Guaranis na América do Sul.

Este grupos indígenas, e outros tantos que se unirão no decorrer do percurso de 9 500 quilometros são formados por gente simples que abrem mão do seu dia a dia para preparar os corredores, organizar os espaços de descanso para cada noite, a alimentação e as cerimônias espirituais, muitas delas sendo retomadas depois de gerações.

O documentário ira abordar de forma direta este cotidiado de dedicação dos corredores e da sua gente. E entre eles serão selecionados alguns das diversas etnias para que se documente também o cotidiano em suas aldeias, antes e depois do evento, de forma a que se consiga dimensionar a grandeza das ações e toda a carga de intenção que se coloca nestas corridas.

No decorrer da trajetória vai se revelando a linha do tempo da colonização e a linha do tempo dos povos originários de forma a que se possa abordar as diversas situações onde a vida chega ao extremo para manter a paz e a dignidade.

O encerramento em Kitralma, El Pucon, Chile, será com uma grande cerimônia de celebração do cumprimento da profecia ancestral do encontro do Condor e da Águia, em união com o Quetzal, a serpente alada dos Maias. A abordagem colocará os corredores no primeiro plano e como agentes do despertar de uma consciência planetária voltada para o equilíbrio e o respeito a natureza e a todos os seres vivos.

caminorojoWEBPB

Documentário de 52 minutos sobre a corrida dos povos indígenas da América que levarão, a pé, o Fogo Sagrado, um símbolo da paz e da dignidade, do México até o sul do Chile, passando por todos os países da América Latina, inclusive o Brasil. O evento acontece desde 1992, de quatro em quatro anos, em defesa do meio ambiente. O tema central desta jornada será "água".

Folder Jornadas de Paz e Dignidade [pdf]